XXIV Congresso Nacional de Criminalística

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Caso SATIRICON

Breve descrição da ocorrência atendida

Trata-se de um caso de homicídio ocorrido em janeiro de 1992, cuja vítima era um homem de mais de sessenta anos e que havia – há alguns anos – se separado da família para assumir a sua condição de homossexual. Quando dos exames periciais o corpo já estava em adiantado estado de decomposição. O agente criminoso finalizou os golpes (arma branca, 33 lesões) com a vítima sobre a cama. Depois arrastou seu corpo para o piso, deixando-o em posição de cruz. Aspectos importantes nesse caso foram as várias informações que a perícia proporcionou para que a investigação policial chegasse até o autor do crime, pois – a partir do laudo – puderam os investigadores saber que o autor era conhecido da vítima, que ele planejou e premeditou detalhadamente o crime, que tinha um nível cultural médio a elevado, dentre outros dados. Tais fatores puderam ser diagnosticados a partir dos vestígios pré-evento, por aqueles diretamente produzidos na ação homicida, como também por intermédio das mensagens deixadas pelo autor do crime, mediante a colocação de um livro (Estorvo, de Chico Buarque de Holanda, 1991) no tórax da vítima; a inscrição da palavra SATIRICON no espelho do banheiro, utilizando-se de sangue; e. a colocação de um quadro de Cristo pregado à cruz ao lado da vítima. Em pesquisa à época, descobrimos que Satiricon foi o título de um filme, dirigido pelo Diretor italiano Federico Fellini, o qual foi baseado no livro Satiricon, cujo enredo retrata a alta sociedade romana 70 dC, com sua burguesia composta por escravos libertos e ricos, em cujas ações e comportamentos denotavam a perda dos valores morais no convívio social. No referido livro consta a informação de que Satíricon era o nome de uma planta afrodisíaca, usada para estimular as orgias sexuais. O livro Estorvo, lançado em 1991, tem como tema uma análise da perda dos valores morais da nossa sociedade atual. O laudo deste caso está publicado em nosso livro "Perícia Criminal e Cível". Fotografia 1 Uma tomada geral, vendo-se em primeiro plano uma mesinha alta e, sobre esta, o quadro de Cristo à Cruz. Ao fundo o corpo da vítima (com o livro Estorvo em seu tórax), em posição assemelhada à do quadro. Observa-se, ainda, o lençol repuxado da cama e parte de sua extremidade por sob a cabeça da vítima, resultante do arrastamento do corpo, de cima da cama para o piso.

Área

Fotografia Forense

Instituições

Autores

ALBERI ESPINDULA